segunda-feira, 18 de abril de 2011

dar um pouco de atenção

Eu ia vir dizer que eu estava com preguiça de escrever, por isso a ausência absoluta, mas eis que visito meu blog, fico empolgada com nove comentários e vou lá conferir. E então eu descubro que, pela primeira vez desde que esse blog foi criado, alguém perdeu cinco minutos de sua vida para me ofender. Não para dizer nem um "visita meu blog". Não para dizer algo que complementasse meu texto. Pela primeira vez, eu recebi respostas de machistas diretamente para mim, ao meu blog, pretendendo me atingir.

Posso confessar que eu tive uma crise de risos?

arghhh não consigo parar de vomitar, meu teclado ta todo sujo e minha mulher ta aqui limpando então não consegui ler até o final, a ultima gorfada de vomito escroto saindo pela minha boca sujou ate a perde de tão nojenta, coitada da minha mulher que vai ter que limpar tudo depois que eu li teu texto e vomitei por tudo. Obrigado!



affe quanta merda escrita nesse lugar! cheio de achômetros e coisas sem sentido!! nem meu vômito essa porcaria de texto merece!!




é interessante ver que ela não tem argumento algum...

" Vocês são uns idiotas, é tudo o que digo"

Como assim? Falta argumentos.

Algo pior do que uma feminazi, é uma feminazi que não entende nem da porra do movimento!




O feminismo criou elitismo sexual.
E não é ele que está lutando por alguma coisa, é o próprio sistema capitalista que precisou de mão de obra na 2ª guerra mundial e só tinham mulheres para trabalhar, aí quando os homens voltaram da guerra houve um barateamento da mão de obra, isso tudo gerou uma febre de consumismo, libertinagem sexual, divórcios e tudo de horrivel que vem acontecendo hoje é culpa do feminismo.
Autora, seu texto não possui nenhum argumento que sustente suas posições, sugiro que leia livros masculinistas, que possuem dados e estatisticas que comprovem que a mulher é o sexo prvilegiado.




Sabe, eu não deveria dar atenção. Mas, poxa, é a primeira vez. Toda primeira vez deve ser devidamente comemorada. Pela primeira vez, "masculinistas" dedicaram seu precioso tempo para dedicarem cinco minutos à minha pessoa e, talvez, até lerem algum texto meu [porque, curiosamente, eu estava defendendo os homens da idéia de que eles não idiotas incompetentes que não sabem fazer serviço doméstico com as propagandas da Bombril insinuaram]. E isso significa que pela primeira vez eu fui xingada de verdade na internet. Não a esmo, em qualquer debate. Alguém realmente perdeu seu tempo para me ofender diretamente.

Que gracinha. Dois (ou um, o que é mais provável) fala de vômito. Outro me chama de feminazi e diz que preciso conhecer mais do movimento (é fascinante perceber como alguém que chama as outras de feminazi conhecem tanto o movimento a ponto de terem moral para recomendar mais estudos dele para uma feminazi). Outro parece tão educadinho, me chamando de autora e sugerindo que eu preciso ler livros masculinistas, mas pena que todo esse respeito apareça depois de discorrer brevemente sobre como o feminismo é culpado de todos os males da sociedade. Por que me lembrou alguns paulistas que eu já conheci que culpam os nordestinos por qualquer problema de SP, desde violência até enchente? Por que, obviamente, a febre do consumismo é culpa das feministas. É claro, é óbvio, como não percebi isso antes? Assim como a libertinagem sexual e a taxa de divórcios é tudo culpa do feminismo. Tudo que vem acontecendo de horrível hoje é culpa do feminismo. Vamos abranger mais um pouco? O garoto que invadiu a escola e matou vários alunos fez isso por culpa do feminismo - porque, é claro, as meninas exercitavam seu direito de escolha e nenhuma ia pra cama com ele. Culpa do feminismo! O nazismo é culpa do feminismo, é culpa da mãe de Hitler, portanto é culpa da mulher, logo culpa do feminismo. Por tabela, todas as guerras são culpa do feminismo = mulheres que não cuidam direito dos seus filhos e deixem que eles virem seriais killers, sádicos psicopatas, líderes ditadores com idéias megalomaníacas sobre domínio mundial. É tudo culpa do feminismo. Tudo culpa das mulheres.

É tão evidente.

Por favor, me digam que tudo não passa de uma pegadinha porque chega a ser ridículo que tenha gente que realmente pensa desse jeito. É uma grande, gorda e péssima piada. Uma piada que custa a vida e a dignidade de muita gente, seja homem ou mulher.

3 comentários:

Anita disse...

ah manda essa galera se fudê! eu curti tanto que até publiquei no meu blog... isso dai é coisa de mulher recalcada que queria ter vidinha boa proporcionada por marido, sem ter que ralar pra trabalhar... ou marido idiota que casa com esse tipo de mulher e acha que pode pisar, trair e tudo mais pq tem um penis... não tenho penis e me considero melhor do que eles. e acho que vc devia pensar assim tbm!
beijos

Luísa Chaves disse...

Ah, não preocupa com isso. É bom que essas pessoas não vão mais voltar (tomara) e as coisas que você escreve (que eu gosto bastante) vão ser lidas por pessoas educadas e que quando discordarem de algo vão argumentar, e não ofender.

É muito fácil falar dos outros, por isso que quem não tem nada de interessante pra viver fica cutucando a vida alheia.

Sério, deixa pra lá, porque pessoas assim merecem é compaixão por nao falarem nada além de críticas idiotas.

Beijos :*

Thais disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK VOU RIR ATÉ 2020 DESSES GIFS

já reparou nesse negócio de "filho da puta" e "puta que pariu" também? é que a gente tá tão acostumado a usar que nem liga mais, mas poxa, também é uma forma de ligar a culpa diretamente à mãe de alguém que fez coisa errada. ninguém fala "filho do puto" e etc kkkk ou seja, se existe um grande FDP na sua vida, saiba de uma coisa: culpa do feminismo também

kkkk mals que eu to com sono

bjs luninha divaaaaaaaah