domingo, 6 de dezembro de 2009

Designer de Sobrancelhas - Fulano de tal, XXXX-XXXX



Eu vi esse anúncio em uma das ruas dessa cidade. Tinha o anúncio bem grande: DESIGNER DE SOBRANCELHAS. E ao lado, o nome do cara, seu endereço e o telefone. Em uma faixa azul, em que todos poderiam ver: pessoas a pé, pessoas em bicicleteas, em motos, em carros e ônibus. A faixa pode ser vista do Banco do Brasil e fica atrás da Igreja Fundamentalista alguma-coisa-que-esqueci. Ela está em um lugar de grande acesso, e creio eu que a grande maioria das pessoas mal percebe o quão perigoso é ter um anúncio com 'DESIGNER DE SOBRANCELHAS' escrito.

Me perdoem os designers de sobrancelha, mas vou dizer: vocês são o advento da apocalipse. A apocalipse não virá com fogo, nem com neve. Virá com uma horda de mulheres desesperadas para terem o corpo perfeito, os seios turbinados, as curvas ajeitadas, a boca carnuda, os olhos levantados, os cabelos maravilhosos, as unhas bem-feitas E ATÉ A PORRA DA SOBRANCELHA TEM QUE TER UM DESIGNER POR TRÁS. Esqueçam aquela coisa de 'a mulher é bela'. Esqueçam as antigas cantigas de amor que valorizavam a mulher numa época sem escova de dente. Esqueçam que fotos com mulheres saíam como eram, sem nada a esconder: barriguinhas, estrias, espinhas. Agora a moda é ser photoshopada na vida ao vivo.

E tudo isso começou com um anúncio: designer de sobrancelhas. A minha pergunta: o que um designer de sobrancelhas faz? Acaso o recomendado, o básico, o bonito não é cada mulher cuidar das próprias sobrancelhas, armada com uma pinça e cuidar do formato natural? E se uma mulher não conseguisse, ela não iria ao salão de beleza e alguém faria isso por ela, e esse alguém também saberia cuidar de cabelos, depilação e massagem? Não era assim que a coisa funcionava? Mas nãããããão! As pessoas, INCAPAZES de entender que o mundo funciona perfeitamente, vão lá e inventam uma nova profissão INÚTIL: designer de sobrancelhas. O que ele faz? As suas sobrancelhas. Por quanto? 30 reais (de acordo com a mulher daqui, ó). Enquanto você pode fazer as suas sobrancelhas pagando somente R$ 10,80 em uma pinça com luz e espelho (Mercado Livre, -qqq). Mas nããããão! Você TEM que seguir esse padrão, afinal se já faz drenagem linfática pra ficar igual a Carolina Dieckman, escova progressiva pra ter os cabelos de Fernanda Lima e bota silicone pra ficar peituda como Scarlett Johansson, que mal há em pagar 30 contos prum cara fazer as suas sobrancelhas e deixá-las 'na moda'?

Bem, essa história toda de designer de sobrancelhas foi só para eu falar de algo ainda mais importante: a mulher está se tornando um objeto! Aliás, JÁ É UM OBJETO! Pqp, vocês acham isso natural?




Eu não acho.

Eu não acho legal que as capas de revistas só mostrem meninas magrinhas com peito e bunda, com cabelos lisos e uma pele absolutamente lisa como porcelana.
Eu não acho nada agradável a idéia de que eu tenho que me depilar, fazer as sobrancelhas, cuidar do cabelo e fazer as unhas porque a sociedade me obriga a isso. E acho mais desagradável ainda a idéia que a sociedade impõe: se você não se cuida, não arranja namorado. Ora, aí que entra a minha crítica: eu sou uma mulher ou um objeto para agradar aos homens? Eu tenho que me cuidar porque senão vou ser rejeitada?

Desculpe, eu não aceito esse padrão de moda. Eu jamais vou concordar que adolescentes subnutridas entrem no mercado da moda para ouvir que estão gordas. Eu jamais vou concordar com a estupidez dos estilistas que falam "mas cai melhor nas magras!". Uma ova! É pura preguiça de fazer em vários tamanhos, porque a maioria das roupas fica é grande demais nas magras demais, como as modelos. Assim como o ridículo argumento de que é melhor alisar o cabelo, porque cabelo liso é mais prático. Só pra quem nasceu. Para quem não herdou, não é nada prático escová-lo, dar chapinha e cuidar dos arrepiadinhos. E ainda tem que ir no salão retocar a escova progressiva. Eu não concordo com a Capricho, Atrevida, Claudia, Nova, Boa Forma e todas essas revistas que adoram falar sobre a importância de aceitarmos a nós mesmas, sobre os perigos da anorexia e bulimia e tudo o mais, mas elas mesmas dão destaque às magras, loiras, lisas e brancas. Eu não aceito Gisele Bundchen como meu modelo de beleza: é magra demais, seu cabelo tem um tom indefinido que não gosto e eu jamais alcançaria seu suposto glamour.

Oi, eu não acredito que designers de sobrancelhas seja uma profissão útil nem mesmo para a própria indústria de beleza. Médicos, professores, advogados, juízes e cabeleleiros são importantes. Claro que deveriam ter profissionais que saibam cuidar de cabelos e unhas para pessoas interessadas, e não vou entrar no mérito de uma pessoa torrar 30 contos para ver um designer de sobrancelhas. O que estou criticando aqui é o que a mídia cria, inventa e vende. É a noção de que temos que ser perfeitos como bonecos. Como as malditas sobrancelhas. Como os silicones. Até a cor da auréola do seu mamilo entrou na onda: tem um produto que deixa-o mais rosado, porque assim é mais "bonito". Aos poucos, tornamos-nos bonecos em carne. Oh, céus, é a apocalipse. Até a Moranguinho mudou, ficando mais 'aceitável' para os malditos padrões ocidentais! Bastardos imundos e inglórios, o que fizeram com a nossa feminilidade? O que fizeram com as mulheres que eram belas de qualquer maneira? O que fizeram com a suposta sensualidade que toda mulher inspira? Sempre tivemos padrões de moda, o mundo sempre foi cruel assim. E acho que devíamos mudar.

Mulheres ficam inseguras a respeito de tudo: cabelo, cor de pele, textura (desde a textura do cabelo até das unhas), traços, estética. E agora inventam que a mulher tem que apresentar mamilos rosinha e fazer cirurgias na vagina para sumir com "aqueles grandes lábios". PUTA QUE PARIU, porque esses caras não vão lamber sabão? É tudo isso só pra ganhar dinheiro? Ganhar dinheiro as nossas custas, enquanto nos dizem que se não formos assim e assado, não teremos homens? Como se você só pudesse ser atraente, sexy e bela se for branca, se for magra, se tiver peito, se tiver o cabelo liso, se tiver aquele glamour by Photoshop? E para piorar, os homens apóiam todo esse movimento e vêem as mulheres como se fossem carne de açougue?

Eu não preciso de um designer de sobrancelhas. Eu também não preciso de uma propaganda estúpida que prega que devemos ter mamilos cor-de-rosa. Muito menos eu preciso de toda essa indústria dirigida para destruir a minha auto-estima e me convencer de que eu sou feia e inadequada à sociedade, essa indústria representada por empresas de cosméticos (L'oreal, Dove, Pantene, Seda, etc), pelas revistas femininas (Capricho, Nova, etc) e pelas próprias mulheres que são convencidas para aderir a esse padrão como fiéis se convertem ao protestantismo. Eu não sou feita de Photoshop, eu não tenho o nariz mais fino do mundo, meu cabelo é crespo e minha pele não é absolutamente branca. Eu não acredito na Dove quando ela prega a 'Real Beleza' quando a mesma empresa dona da Done, Unilever, vende produtos clareadores de pele na Índia. Eu não acredito na Capricho quando ela discorre sobre a anorexia, mas não sabe publicar uma pessoa na capa que não seja magra e branca. Eu não acredito na utilidade da profissão denominada designer de sobrancelhas.

A indústria da beleza devia fazer com que nós, seres humanos, nos sentíssemos bem. Mas só isso. Não deveria tentar amealhar nossa auto-estima, não deveria construir o mito da mulher perfeito, não deveria nem usar photoshop, não deveria menosprezar as mulheres reais em detrimento das virtuais, não deveria vender produtos a base da insegurança tipicamente feminina. Porém ela faz isso, em qualquer lugar do mundo. Ela faz exatamente o que o inimigo faz: destrói, arruina e fragiliza. E em seguida, oferece o golpe: o produto milagroso. E quem não vai querer comprar quando sofre tanta pressão para ser perfeita?


19 comentários:

Natyy disse...

Lunaaaaaaaaa, amei o post. Comassim Designer de Sobrancelhas. Que ridículo. Já dizia meu pai, "Se um dia você arranjar um namorado que repare nas suas sobrancelhas, desconfie da masculinidade deste rapaz."
:P

Beeeijos. *-*

Loo disse...

Parabéns, eu até consegui me lembrar como me sentia aos 16 anos viu?

suelen disse...

Raspa a sobrancelha com Gillete que aí você vai ver a importância da existência de um DESIGNER DE SOBRANCELHAS.... Vai se tratar porque você está doente.

Anônimo disse...

Pelo amor de Deus minha filha vá se tratar!!Concordo plenamente com a Suellen RASPA TODA SUA LINDA E INTOCÁVEL PESTANA COM GILLETE E VER Q PORRA Q VAI DAR!!
AGORA SE NÃO GOSTA DA PROFISSÃO PELO MENOS VC DEVERIA RESPEITAR É UMA PROFISSÃO COMO QUALQUER OUTRA!!
RESPEITO PASSE ADIANTE.. VC DEFINITIVAMENTE PRECISAR SE TRATAR!!!!

Luz disse...

Sem falar em algumas pessoas que por acidente de carro,queimaduras,e até por perda de pelos com chegar da idade.Não é só questão de vaidade,e sim de auto-estima.

Anônimo disse...

Tenho pena de você...

Anônimo disse...

Só tenho uma coisa a dizer sua sobrancelha deve ser horrível!!!!!!!! Tenha dó cada um faz o que quer o serviço é ofertado e quem é esperto e pode pagar com certeza vai usar um serviço de qualidade e o mais importante se sentirá bonita. E olha nunca fiz minha sobrancelha pois ela é linda eu mesmo aparo os pelinhos (só em cima conforme ela cresce), porém se a minha fosse horrorosa eu pagaria simmmm

Anônimo disse...

vc deveria respeitar esta profissão. sua sobrancelha que deve estar cagada e não consegue arruma-la. RIDÍCULAAAAAA

Anônimo disse...

Fiquei chocada com tanto absurdo ecrito num só texto! Quem escreveu esse texto não tem noção da época em que vive nem pensou direito antes de escrever tanta asneira. Primeiramente, concordo que a imagem da mulher dos tempos de hoje anda meio queimada, mas está assim por conta de uma série de outros fatores. Tudo em excesso faz mal, e não podia ser diferente nos cuidados com a aparência. Muitas pessoas ficam até mais feias pela busca incessante da beleza, porém julgar todas as mulheres como sendo objeto e desvalorizar um ramo especializado num tipo de serviço prestado em prol da beleza é tremenda ignorância. Inteligente foi a pessoa que teve a brilhante idéia de se especializar em algo que faz tanta diferença na aparência de uma pessoa e ganhar dinheiro com isso. Ao contrário dos comentários acima de que vc deve ter a sobrancelha horrorosa e etc , eu já acho que deve ser o contrário, tendo vc nunca precisado de tal serviço. Se vc tivesse precisado, como muitas pessoas precisam e sentem necessidade, não teria julgado tão mal tanto o profissional como quem utiliza o serviço. É uma tendência natural da civilização se atualizar e se epecializar nas profissões

Anônimo disse...

(Continuando) Como vc mesmo disse, antigamente vc chegava no salão e era o mesmo profissional que fazia tudo. Quando um profissional se dedica em estudar mais, uma coisa específica, ele tende a fazê-la cada vez melhor. E claro, pensando em satisfazer cada vez mais o seu cliente.Vc acha que o cabeleleiro não estudou pra cortar e pintar seu cabelo?! Vc não precisa cortar o cabelo?! O mesmo acontece com os pêlos do corpo e até os das sobrancelhas. Então não julgue inútil uma coisa só pq ela não é útil pra VC!

Anônimo disse...

É um contrassenso você dizer tudo isso, é certo que a indústria explora a vaidade, mas vai me dizer que você não tem vaidade? Ora, só pela fotografia a gente vê que você pinta os cabelos, faz maquilagem,então... por que não as sobrancelhas?

Anônimo disse...

Ridículo esse blog.

Anônimo disse...

Sim, toda mulher pode ter uma pinça e fazer a sobrancelha em casa! Ou deixar que a manicure, que se especializou em unhas, arranque seus pelinhos. Mas nem toda mulher teve a sorte de nascer com a sobrancelha certinha, como a sua, então precisa sim ter alguém que saiba medir e harmonizar as suas sobrancelhas. Aliás... para que tanto preconceito com um profissional? Manicure pode, e designer de sobrancelha não pode? O que distingue uma mulher que vai ao salão fazer a unha, daquela que quer ter um rosto mais harmonizado? Onde está o feminismo nisso??? Viver para ser uma imitação de capa de revista, concordo, é triste. Mas cuidar da própria aparência, quando se pode pagar por isso... qual é o problema? Você precisa se atualizar... designer de sobrancelhas não é simplesmente a pessoa que arranca pêlos! É alguém que estuda para medir onde os pêlos serão arrancados e onde devem ficar, para deixar alguém mais bonita e feliz! Achei péssimo o blog... a Audrey era extremamente vaidosa, não combina com nada aqui.

Anônimo disse...

se sobrancelhas não fosse importante não existiria um profissional só para elas... aff quanta ignorância..

Eliane Santana disse...

Assim como surgiram os depiladores, os podólogos, os esteticistas, surgiram também os designer's de sobrancelha, e sabe porque? Necessidade! Você além de ser arrogante (se achando a dona da verdade) ainda é uma mula, pois como mulher deveria saber que cuidar das sobrancelhas é hábito muito, mas muito antigo, e como em qualquer profissão/ofício, os trabalhos e tarefas vão se renovando e evoluindo. Respeite a profissão alheia. Você é uma garotinha imbecil e arrogante.

Anônimo disse...

Que ridícula menina! Tomara que sua sobrancelhas fique sem os pelos nojenta!
Sou design de sobrancelhas com orgulho!! besta

kika disse...

Quanta ignorância, sou design de sobrancelhas e vivo muito bem.

kika disse...

Quanta ignorância, sou design de sobrancelhas e vivo muito bem.

Anônimo disse...

Um design de sobrancelhas é alguém que estuda, que se especializa, que busca incessantemente aperfeiçoamento. São inúmeros os casos de pessoas que buscam o "conserto" de sobrancelhas que são estragadas pelos maus profissionais. Mas tudo bem. Assim como existem excelentes barbeiros, cabeleireiros.. e todos os demais profissionais.. e os horríveis. Horrível seu texto, suas colocações, realmente a busca incessante pela perfeição tem sido exorbitante, mas.. aconselhar uma pessoa à comprar uma pinça e um espelho e fazer sua sobrancelha é demais. A sua deve ser um caos. Sinto muito. Insignificante sua opinião à respeito, e desrespeitosa aos profissionais da área.