domingo, 4 de julho de 2010

não espere nada de mim hoje

É madrugada, já virou domingo, estou com sono, mas não quero dormir.
Amanhã, talvez, eu verei uma casa nova.

Eu quero tanta coisa, desejo tanto, que esse blog virou um confessionário. Achava besteira essa história de diário virtual, mas percebo que não tem jeito, é o que isso torna: o meu reino, no qual eu sou a rainha e posso fazer de tudo. Ultimamente estou me aprofundando em música, muita música. Eu quero mais videoclipes, mais fotos, mais músicas, escutar mulheres cantando até ficar completamente surda. Eu tenho a sensação de encontrar as músicas perfeitas para minha vida e ao mesmo tempo não encontrar. Como um ponto de partida.

Eu quero tanta coisa. Quero um teclado para tocar, quero um saco de pancadas, quero estrelas fluorescentes no teto, quero fotografias espalhadas, quero uma janela com cortinas suaves. Quero produzir - odeio ficar sem escrever, odeio quando percebo que não consigo escrever mais nada. Esses bloqueios me matam e me fazem perceber: não posso depender de literatura pra viver. Quero estudar com mais qualidade, mas tudo me entedia. Não costumo sair de casa, porque não tem nada de interessante.

Cogitei um piercing. De argola. Eu nunca gostei de piercings, mas pensei na idéia quando me olhei no espelho e percebi que tenho uma cara de anjinho e não gostava disso. E quero mudar o cabelo. Continuará cacheado, mas farei mechas, assim como fiz ano passado. Serão azuis - não sei quando, provavelmente no início de agosto, para formatura de minha irmã. Não consigo mais ver graça em meu cabelo preto desbotado.

Tenho mais duas semanas de "férias". Duas semanas para conseguir me arranjar de vez - com a casa, com minha vida, comigo mesma - antes das aulas recomeçarem e eu ser absorvida pela rotina. Queria eu ter férias a vida toda - odeio acordar cedo pra vida.



P.S.: no post sobre patriotismo (eu vi, Brasil perdeu. Ao menos se fosse com honra... mas não, o time se tornou desequilibrado e agressivo. Que estupidez), eu recebi três indicações de selo. Quando tiver paciência, tempo e inspiração, eu falarei sobre eles. Ainda devo as dez indicações, não é? E obrigada ;*

P.S.: imagem retirada do We♥It. Sim, adoro cabelos coloridos. Amo cores, eu já disse isso :)

Um comentário:

Kyhetha disse...

Todos queremos tantas coisas. O grande problema é ter forças e correr atrás do desejado. Se a tem, boa sorte, vamos lá! :)